Páscoa com chocolate!

Na Páscoa, amigos e familiares recebem, de presente, ovos de chocolate, inclusive e, principalmente, nossas crianças. Mas, meu filho pode comer chocolate?

Se ele é menor de dois anos, NÃO é recomendável.

O consumo de doces não é indicado antes dos dois anos de idade já que, nesta fase, o paladar está em pleno desenvolvimento, além de não proporcionar qualquer valor nutricional e não acarretar qualquer benefício para o organismo. O chocolate possui em sua composição leite, o que pode desenvolver reações alérgica, polifenóis, substâncias que aumentam a produção de serotonina, hormônio relacionado ao bem-estar, o que pode “viciar”a ingestão de chocolate; e cafeína, um potente estimulante.

Durante os primeiros dois anos de vida é o momento de estimular a percepção dos gostos com a oferta de variedades de verduras, legumes e frutas, restringindo-se o açúcar aos alimentos naturais. Depois dos dois anos de idade a oferta de açúcar deve ser feita com parcimônia. A OMS recomenda que a ingestão diária de açúcar não ultrapasse de 25g o que representa três colheres de chá.

Importante é que essa oferta seja ocasional, em pequenas doses e nunca permitir a substituição de refeições por doces. Geralmente, as crianças que ultrapassam a ingestão diária de açúcar estão mais predispostas às doenças crônicas, síndromes metabólicas, lesões no fígado e obesidade.

Portanto, se seu filho, acima de dois anos, recebeu de presente ovos de chocolate, recomenda-se dividir em pequenas porções, que é boa opção para evitar o consumo exagerado e os efeitos negativos associados ao açúcar e às gorduras presentes no doce, afastando as cáries, colesterol e triglicerídeos altos, e a obesidade.


Chocolate feito com o grão de cacau, um fruto de alto valor nutricional, rico em substâncias benéficas ao organismo, não é somente malefícios.


Podemos citar os benefícios dessa fruta no nosso corpo.


  • Antioxidante, rico em polifenóis e flavonóide retarda o envelhecimento das células ,

  • Anti-inflamatório e vasodilatador, através da redução da quantidade de proteína C reativa no sangue,

  • Melhora o humor, e combate a depressão e a ansiedade, por aumentar a produção de serotonina, neurotransmissor cerebral responsável pela sensação de prazer e bem estar.

  • Diminui o LDL, colesterol ruim, protege o coração e previne a formação de coágulos e doenças cardiovasculares.


Porém os benefícios serão aproveitados pelo nosso organismo quando ingerimos o chocolate amargo, com 70% de cacau, que não possui leite, e tem menos açúcar e gorduras. Ressalta -se que este benefício ocorre quando o chocolate é inserido em uma dieta balanceada, em quantidade de 25 gramas por dia. Quantidades acima destas pode ser problemático já que o alimento é muito calórico.

Portanto, delicie-se com um chocolate, com moderação, sem comprometer a saúde.


Faça escolhas saudáveis para sua alimentação e a de seu filho.






3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Folia

Febre